REDES SOCIAIS

  • Branca Ícone Instagram

HORÁRIOS 

Segunda - Sexta:

8:00 – 12:00 | 13:30 - 18:00

ENDEREÇO

Rua Bento Gonçalves, 801, Consultório 308

Centro, Lajeado - RS, 95900-026

Tel: (51) 3011-0909

NÓDULOS CERVICAIS

Os Nódulos Cervicais são queixas comuns de muitos pacientes. Normalmente tais achados representam doenças benignas, mas devem ser avaliados por médicos especialistas, pois podem ser instrumentos valiosos no diagnóstico de doenças malignas ainda não manifestadas em outros locais do corpo humano.

 

Nesse sentido, alguns sinais merecem destaque por alertarem os médicos para possíveis doenças malignas. Achados como a localização cervical, a idade avançada do paciente, o tamanho e consistência do nódulo e, ainda, o tempo de surgimento do mesmo devem ser sempre investigados.

 

A simples localização do nódulo dentro dos compartimentos do pescoço diz muito a respeito da patologia. Nódulos localizados no compartimento inferior e central do pescoço podem representar doenças da Tireoide. Assim como, nódulos localizados logo abaixo da mandíbula ou próximos a orelha podem ter relação com as Glândulas Salivares. Nódulos na região central do pescoço são vistos em doenças congênitas como, por exemplo, cisto tireoglosso. Mas a localização mais comum dos nódulos cervicais é no chamado nível II do pescoço, próximos a veia jugular interna e normalmente representam linfonodos, vulgarmente conhecidos como “ínguas”.

 

A idade avançada do paciente obviamente está associada a um número maior de diagnóstico de doenças malignas (“câncer”). Porém, tais doenças também são vistas em pacientes jovens, o que torna difícil o diagnóstico de exclusão de doenças malignas e leva, muitas vezes, o médico especialista a realizar a biópsia.

 

Nódulos maiores geram normalmente mais preocupação com relação a doenças malignas, mas não é uma regra. O fato de serem duros e fixos também pode ser um sinal de malignidade. Mas todos os achados devem ser avaliados em conjunto por um especialista.

 

Normalmente o especialista tem condições de fazer um diagnóstico apenas com a história e exame físico do paciente. A ecografia cervical é o exame inicial de escolha e, quando bem executada, a tomografia tem um papel pequeno no diagnóstico.

 

O tratamento e a cirurgia dependem do diagnóstico preciso. Diversos tipos de nódulos podem surgir na região cervical, podem representar doenças benignas, malignas locais ou, até mesmo, metástase de doenças malignas de outros locais. Nesse sentido, o cirurgião de Cabeça e Pescoço torna-se fundamental já na avaliação inicial do paciente.